Água e esgoto de Jurerê Internacional serão temas de audiência pública em Templo Ecumênico

TV Jurerê
11:25:AM - 20/Aug/2018
Água e esgoto de Jurerê Internacional serão temas de audiência pública em Templo Ecumênico

O Sistema de Água e Esgotos (SAE) da HABITASUL vai ser alvo de questionamentos públicos para subsidiar a tomada de decisão na regularização da prestação de serviço de abastecimento de água e esgotamento sanitário na região de Jurerê Internacional, em Florianópolis, Santa Catarina.

A Prefeitura de Florianópolis reconhece que todos os sistemas independentes de água e esgoto na Capital estão irregulares.

A iniciativa deste evento é da Prefeitura de Florianópolis, gestão do prefeito Gean Loureiro (PMDB), que por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura marcou a “audiência pública” para a próxima terça-feira, dia 21 de agosto de 2018, às18h30, tendo por local o Templo Ecumênico de Jurerê Internacional, na avenida dos Salmões no. 90, Jurerê Internacional.

A participação e inscrição para a “audiência pública” da “Água e Esgoto de Jurerê Internacional”, bem como o envio de contribuições, são abertas a todos os interessados, que para se manifestarem no evento deverão acessar a internet, página da Prefeitura de Florianópolis, preencher o questionário virtual até o dia 20/08/2018, ou na data do evento, no próprio local da sua realização.

O regulamento da audiência pública para a regularização da prestação de serviço de abastecimento de água e esgotamento sanitário na região de Jurerê Internacional foi publicado na página Prefeitura de Florianópolis. O interessado poderá acessar a página da Secretaria Municipal de Infraestrutura.

De acordo com a Prefeitura de Florianópolis, via a Superintendência Municipal de Habitação e Saneamento, subordinada a Secretaria Municipal de Infraestrutura, o Sistema de Água e Esgotos (SAE) da HABITASUL está irregular desde a aprovação da Lei Federal nº 11.445, de 5 de janeiro de 2007, conhecida por “Lei do Saneamento Básico”, e a assinatura do contrato de concessão entre a Capital catarinense e a CASAN (Companhia Catarinense de Águas e Saneamento), órgão do Governo do Estado de Santa Catarina, de 2012.

A audiência pública é para ouvir os moradores de Jurerê Internacional e interessados no sistema de água e esgoto de Florianópolis, e conhecer detalhes do SAE/HABITASUL e a proposta da gestão Gean Loureio em regularizar o serviço público que integra o saneamento básico da Capital catarinense.

O certo também é que a CASAN já foi alvo de profundos comentários sobre a sua privatização pelo Governo do Estado de Santa Catarina.

Com a regularização do contrato entre a Prefeitura de Florianópolis e a CASAN em 2012, e agora com as regularizações dos sistemas independentes de “água e esgoto” da Capital catarinense, abre-se a “porta” para voltar a pauta a privatização da empresa pública estadual.