Procon Estadual autua nove hotéis no Catete e Centro

TV Jurerê
02:30:PM - 26/Jan/2018
Procon Estadual autua nove hotéis no Catete e Centro
Governo do Estado do Rio de Janeiro

26/01/2018 | 14h30

O Procon Estadual realizou uma nova etapa da Operação Esquentando os Tamborins na terça-feira (23/01). Desta vez os fiscais estiveram no bairro do Catete, na Zona Sul, e no Centro do Rio. Foram fiscalizados 11 hotéis e nove deles foram autuados. A principal irregularidade apresentada pelos hotéis fiscalizados na operação de hoje foi a ausência de cartazes cuja exibição é obrigatória.

Os hotéis Royal Regente Hotel (Rua Arthur Bernardes, 13/15), Petit Rio Hotel (Rua Arthur Bernardes, 39), Hotel Rio Claro (Rua do Catete, 233), 55 Rio Hotel (Rua Visconde de Maranguape, 9) e Imperial Hotel (Rua do Catete, 186), todos no Catete, não afixavam o cartaz “diga não ao turismo sexual”.

Não apresentaram o certificado do Corpo de Bombeiros o Hotel Rio Claro (Rua do Catete, 233, Catete), Aeroporto Othon Hotel (Avenida Beira Mar, 280, Centro) e Imperial Hotel (Rua do Catete, 186, Catete).

Não foram encontradas irregularidades nos hotéis Ibis(Rua Silva Jardim, 32, torre 1, Centro) e Mengo Hotel (Rua Correa Dutra, 31, Catete).

Balanço da Operação Esquentando os Tamborins:

1 - Royal Regente Hotel (Rua Arthur Bernardes, 13/15 – Catete): Ausência do cartaz “diga não ao turismo sexual”. Ausência de informativo sobre hospedagem de menor acompanhado. Ausência do cartaz do Disque 180 – do combate à violência contra a mulher. Ausência do cartaz do Disque 151 – telefone de denuncias do Procon Estadual. Ausência do certificado de dedetização.

2 - Petit Rio Hotel (Rua Arthur Bernardes, 39 - Catete): Ausência do cartaz “diga não ao turismo sexual”. Cartaz da informação da hospedagem de crianças somente com responsáveis. Ausência do cartaz do Disque 180 – do combate à violência contra a mulher. Ausência do cartaz do Disque 151 – telefone de denuncias do Procon Estadual. Ausência do cartaz das penas para o crime de prostituição. Ausência de tarifário visível ao consumidor. Ausência do cartaz do Livro de Reclamações do Procon.

3 - Hotel Carioca (Avenida Gomes Freire, 430 - Centro): Ausência de barras no vaso sanitário e lavatório no quarto adaptado para portadores de necessidades especiais. Ausência de ficha específica de identificação do menor. Não disponibiliza preservativo nos quartos.

4 - Hotel Rio Claro (Rua do Catete, 233 – Catete): Ausência do cartaz “diga não ao turismo sexual”. Ausência do cartaz do Disque 180 – do combate à violência contra a mulher. Ausência do cartaz do Disque 151 – telefone de denuncias do Procon Estadual. Ausência certificado do Corpo de Bombeiros. Ausência do certificado de dedetização.

5 - Hotel Viña Del Mar (Rua Joaquim Silva, 57 - Lapa): Ausência do cartaz do crime da prática de exploração sexual de crianças e adolescentes. Ausência do cartaz do Disque 180 – do combate à violência contra a mulher. Display eletrônico não possibilitava a visibilidade eficiente das tarifas pelo consumidor.

6 - Hotel Vila Rica (Rua Joaquim Silva, 43 – Lapa): Ausência de ficha específica de identificação do menor.

7 - 55 Rio Hotel (Rua Visconde de Maranguape, 9 - Centro): Ausência do Livro de Reclamações do Procon. Ausência de tarifário visível ao consumidor. Ausência de ficha específica de identificação do menor e informativo sobre hospedagem acompanhado. Ausência do folheto explicativo sobre as doenças sexualmente transmissíveis (DST's). Não disponibiliza preservativos nos quartos. Ausência do cartaz do Disque 180 – do combate à violência contra a mulher. Certificado de potabilidade da água vencido. Ausência do cartaz do Disque 151 – telefone de denuncias do Procon Estadual. Ausência do cartaz “diga não ao turismo sexual”. Ausência do Código de Defesa do Consumidor.

8 - Aeroporto Othon Hotel (Avenida Beira Mar, 280 - Centro): Não possui quarto adaptado para portadores de necessidades especiais. Ausência do cartaz informativo sobre hospedagem de menor somente acompanhado pelos responsáveis. Ausência do cartaz do Disque 151 – telefone de denuncias do Procon Estadual. Ausência do folheto explicativo sobre as DST's. Não disponibiliza preservativos nos quartos. Ausência dos certificado de potabilidade da água e do Corpo de Bombeiros.

9 - Imperial Hotel (Rua do Catete, 186 – Catete): Ausência do cartaz “diga não ao turismo sexual”. Ausência do cartaz do Disque 151 – telefone de denuncias do Procon Estadual. Ausência do cartaz do crime da prática de exploração sexual de crianças e adolescentes. Ausência dos certificados de potabilidade da água e do Corpo de Bombeiros.

Fonte: Procon RJ